Saudade

Uma criança no corpo de uma mulher

Uma criança no corpo de uma mulher,
uma mulher com alma de criança, assim sou eu…
Muitas são as vezes que me questionam a idade porque a mesma não confere com a forma de como encaro a vida sempre com uma energia que contagia os demais, por isso incomodo os amargurados e frustrados que se cruzam comigo todos os dias.
Sabem…tenho tido muitos amigos ao longo da vida e todos eles me tem ensinado um pouco.
Nunca desistir é o ensinamento mais forte que levo comigo.
Aprendi que que ouvir uma palavra de carinho, faz bem á saude, ao corpo e á mente! Que o julgamento alheio não é importante, afinal vivemos rodeados de gente futil e frustada que não sabe o que fazer com sua vida mas que tem sempre que dizer algo acerca da nossa. Infelizmente a inveja governa o mundo.
Aprendi que se deve ser sempre criança como Peter Pan a vida toda, só assim é possível viver-se feliz enquanto nos é permitido andar por cá.
Aprendi que é preciso cultivar a paz interior e que sonhar é preciso e que o mais importante de tudo é que somos livres para as nossas escolhas.
Aprendi que devemos aproveitar ao máximo cada instante de nossas vidas pois ele é único.

Rute Reis Figuinha

O meu nome, Mãe.
Sou uma mãe de três filhos em que dois vivem comigo no plano terrestre e o mais velho de apenas 18 anos e 364 dias resolveu ir viver para o plano espiritual o resto da minha vida.
Somos uma família de cinco e seremos para todo o sempre.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *