Auto-ajuda, Esperança, Gratidão, Luto, Saudade

Ser mulher – 8 de Março 2020

Ser mulher!

Ser mulher é sentir o universo em constante modificação, é ter a capacidade da transformação.

Ela decide se quer ser mãe,

Ela ama o seu filho no ventre,

Ela ama o seu filho na terra,

Ela ama o seu filho no céu.

Ser mulher é ter a capacidade de amar para além da dor que sente na sua alma.

Ser mulher é lutar sempre, mesmo que caia muitas vezes.

Ser mulher é limpar as suas lágrimas e colocar o melhor sorriso para aquele momento.

Ser mulher é sentir-se frágil, mesmo quando todos os que te rodeiam te dizem para caminhar.

Ser mulher é tornares-te num exemplo a seguir para os teus filhos, onde colocas o amor em primeiro lugar.

Ser mulher não é ser mãe unicamente, porque antes de seres mãe, és igualmente um ser que tem direito a ser feliz, a ser mimada, a ser cuidada, a ser respeitada, a ser o centro do universo para quem te ama de verdade.

Ser mulher, é não te esqueceres de ti e amares-te todos os segundos em que respirar o ar que te rodeia.

Ser mulher é mimares-te com um passeio, uma flor, um chocolate, uma bebida, um piquenique, um mergulho em pleno mar, em caminhares descalça sobre a areia e renovares assim as tuas energias para mais uma batalha diária.

Ser mulher, é não deixares que te humilhem, que homem nenhum te bata, a não ser que sejam com pétalas de flores enquanto as coloca no chão para poderes caminhar por cima delas.

Ser mulher, não é festejares o dia somente no dia 8 de Março, mas poderes festeja-lo todos os dias de tua vida, por seres um ser tão especial. Um ser que transforma amor em vida e entrega o seu corpo a toda a transformação que isso comporta, e em algumas das vezes até á morte.

Ser mulher é não conhecer a palavra desistir!

Ser mulher é procurar constantemente o equilíbrio entre os vários papéis que escolhes desempenhar na sociedade.

O de ser mulher solteira.

O de ser mulher mãe.

O de ser mulher viúva.

O de ser mulher divorciada.

O de ser mulher mãe desfilhada.

O de ser mulher amiga.

O de ser mulher trabalhadora.

O de ser mulher dona de casa.

O de ser mulher avó.

O de ser mulher confiante.

O de ser mulher deprimida.

O de ser mulher guerreira.

E mais alguns que ficarão aqui a faltar, porque a mulher pode ser muita coisa centrada unicamente nos verdadeiros sentidos da vida, que é o de viver e amar.

Que possam em todos os vossos dias de vida, contemplarem o ser maravilhoso que sois, sem permitir, que ninguém vos diga o contrário.

Que vivam este dia como um novo recomeço, para sararem dores antigas.

Que vivam este dia sozinhas ou acompanhadas e principalmente sem se esquecerem da vossa identidade.

Mulheres! Mães! Viúvas! Mulheres Mães desfilhadas! Mulheres Órfãs! Mulheres deprimidas! Mulheres Lutadoras!

Mulheres trabalhadoras! Mulheres solitárias! Mulheres de família!

Ser mulher é poder ser tudo isto, sem se esquecerem que vocês existem e que o amor vence todas as barreiras, mesmo as barreiras da saudade.

Com carinho, a todas as mulheres do mundo,

A mulher que se transformou em mãe do meu filho tem asas.

Rute Reis Figuinha

O meu nome, Mãe.
Sou uma mãe de três filhos em que dois vivem comigo no plano terrestre e o mais velho de apenas 18 anos e 364 dias resolveu ir viver para o plano espiritual o resto da minha vida.
Somos uma família de cinco e seremos para todo o sempre.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *