Luto Morte Pais Pedro Suicídio Tristeza

O Relatório

O dia que eu tanto aguardava chegou!

O dia a que eu teria acesso à autopsia do meu filho Pedro.

Horrível demais ver escrito o peso dos órgãos principais do corpo do nosso filho.

Não existem mesmo palavras que descrevam tal sentimento e tudo o que vocês imaginarem, será muito pouco em comparação ao que um pai, uma mãe ou um irmão sente ao ler tal relatório.

Quando o recebi, senti a necessidade de abraçar a D. Manuela e pedi-lhe um abraço.

A D. Manuela não me negou e perante o mesmo deu-me força para a minha tão extensível caminhada.

O seu abraço naquele momento reconfortou-me.

Uma perfeita estranha ao meu circulo de amigos e familiares, mas que se disponibilizou para mim naquele momento e eu nem sei como lhe agradecer tal gesto.

Saí do Tribunal de Alenquer, sem saber o que fazer de concreto com aquele relatório, se o leria ali mesmo ou se aguardava por um momento mais calmo.

Esperei uns 10 minutos e ganhei coragem. Apesar dos termos técnicos entendi tudo. Os danos eram muitos.

Infelizmente o meu Pedro tomou a decisão daquele salto isento de qualquer efeito de estupefacientes ou álcool. O organismo dele estava limpo.

Apesar do que se ouve por aí. Sim eu sei de tudo o que falam.

Que nunca passem pelo mesmo é só o que vos digo.

Quanto à minha opinião acerca do salto, digo-o infelizmente, porque ele fê-lo consciente, perante uma loucura, um desespero, uma dor dilacerante, uma coragem enorme.

É preciso mesmo um sangue frio e uma enorme coragem para dizer FIM.

Bem no meu inconsciente penso que preferia que ele tivesse alcoolizado.

Nem a morte foi branda com ele. Ele sofreu imenso após a queda. Teve mesmo uma morte horrível.

Não me perguntem como me sinto.

Eu hoje não sinto nada.

Com tristeza,

A mãe do meu filho tem asas.

Foto de Rute Reis Figuinha

Rute Reis Figuinha

O meu nome, Mãe.
Sou uma mãe de três filhos em que dois vivem comigo no plano terrestre e o mais velho de apenas 18 anos e 364 dias resolveu ir viver para o plano espiritual o resto da minha vida.
Somos uma família de cinco e seremos para todo o sempre.

You may also like...

5 Comments

  1. Graça Meireles Maggio says:

    COMO A ENTENDO…
    EU, AGORA COMPLETAMENTE SÓ, LIMITO-ME A “REPRESENTAR” O PASSADO!!!
    BEIJINHO DE ALGUÉM, HOJE QUE SUPOSTAMENTE JÁ TERIA RECEBIDO UM RAMO DE FLORES, OFERECIDO PELA MINHA PRINCESA, LOGO PELA MANHÃ, PELA PASSAGEM DE MAIS UM ANIVERSÁRIO… E AQUI ESTOU, SÓ, SEM UMA FLOR, SEM O MEU SER, SEM RUMO…
    Estou a ouvir…
    “… PARABÉNS MAMÃ, ÉS A MELHOR MÃE DO MUNDO … “

    1. Rute Reis Figuinha says:

      E és sim Graça, a melhor mãe do mundo para a tua linda menina. Beijinho enorme com muito carinho.

  2. Força, minha amiga. O que ficou escrito, jamais sairá da nossa cabeça. Ainda ontem o repeti, numa consulta de cardiologia… xi coração bem apertadinho.

  3. Maria Manuela Martins says:

    D. Rute o meu abraço foi sincero, cheio de carinho e de admiração por uma mãe que apesar da enorme perda que sofreu continua doce no trato com as pessoas com quem se cruza. Estamos sempre disponíveis para si no tribunal de Alenquer. Beijinhos

    1. Rute Reis Figuinha says:

      D. Manuela, quem tem que agradecer sou mesmo eu, pelo seu esforço, pelo seu profissionalismo, pela sua humildade. Obrigada por tudo. Beijinho grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *