Esperança Sociedade Suicídio Tristeza

O diário de um Depressivo! (Texto)

Eu sofro de depressão! E ela doi muito.

O meu coração acelera, ao ponto de me faltar o ar nos meus pulmões.

O meu estado emocional fica completamente descontrolado e confuso, ao ponto de me chamarem de louco.

Sinto-me cansado todos os dias e é sempre a mesma coisa. Os remédios não me acalmam. O meu corpo pede sossego, mas a minha mente não me deixa por um segundo ficar quieto.

Nem quando estou a dormir já que existe a possibilidade de sonhar, e tem dias que acordo ainda mais cansado do que quando me deitei.

O meu coração palpita ao ponto da minha pele arrepiar completamente, onde o meu corpo gela, enquanto o suor escorre pelas minhas costas, têmporas e mãos.

Dói-me tudo, entendem?

Não! Não entendem, porque muitos de vós renegam a depressão!

Mas ela existe sim!

E ela mata sim!

Ela destrói-nos por dentro em primeiro lugar e depois aos bocadinhos vai terminando o seu serviço até nos levar ao ponto de exaustão.

Queres ficar parado, ou pelo contrário, abanas o corpo inteiro. Deixas de comer, ou pelo contrário, devoras tudo o que te aparece na frente. Mas depois, vem a desilusão de não gostares da tua imagem.

Mas que se fod@!

Tu não gostas de todo mesmo!

Gordo, magro, louro, moreno, bonito ou elegante. Tu sentes-te um patinho feio diante do espelho, que a cada dia que passa evitas enfrentar.

Queres ver-te livre de toda esta angústia e ela não te deixa, sabias?

Há! E depois surge a dor e a frustração.

AS três sempre unidas!

As irmãs teteias!

Angústia, dor, frustração!

Filhas da puta!

Deixam-me exausto!

Mas porque não me deixam da mão?

Mas não…

Elas não vão a lugar nenhum porque eu não tenho forças para lhes resistir e chego a dar comigo a admitir que são as únicas que me fazem companhia quando os pensamentos tenebrosos me cercam no decorrer do dia e eu aí fico bem mais tranquilo, porque não fico sozinho nesta imensa escuridão.

Constantes cobranças e medos envolvem o meu dia a dia, a ansiedade de me tornar uma pessoa dita normal faz-me explodir de ansiedade por não conseguir seguir o que todos me dizem a toda a hora.

A filha da put@ da frase!

REAGE HOMEM!

Não sei se conseguem entender de verdade o que é ser depressivo! Ou para que melhor me entendam…

Ser portador de Depressão!

Um maldito cancro da alma que me vai mantando todos os dias mais um pouco onde poucos irão notar que me encontro doente de verdade, porque no final coloco sempre o melhor sorriso para enganar a sociedade onde vivo.

A qual se acostumou a receber doentes saudáveis intitulados como doentes mentais e os doentes mentais como seres que vendem saúde onde a doença simplesmente serve como desculpa para não trabalharem.

E então? Afinal…

A Depressão existe ou não existe?

É ou não uma das maiores causas de morte mundial?

Descubram vocês!

Porque eu…

Bem…

Eu já estou tão cansado de omitir o que sinto de verdade, que não tenho mais forças para lutar.

Por isso escrevi no meu diário, algo tão meu como teu, já que também como eu, não tens ninguém que te ouça com a verdade e te apoie na saudade do homem que foste esquecendo como viver.

E é quando novamente, surge na boca de alguém…

A filha da put@ da frase!

REAGE HOMEM!

Tens tanto para viver!

Tanto porque lutar, e eu fico calado, justificando com o meu silêncio que estou cansado de lutar.

Mas tu não entendes, na verdade ninguém entende. Porque na realidade ninguém de verdade quer saber realmente o que é habitar o corpo de um doente com doença mental.

Com carinho e um enorme respeito,

da mãe do meu filho tem asas.

Um beijo a todos vocês que lutam diariamente por se manterem vivos.

Respeito-vos!

Rute Reis Figuinha

O meu nome, Mãe.
Sou uma mãe de três filhos em que dois vivem comigo no plano terrestre e o mais velho de apenas 18 anos e 364 dias resolveu ir viver para o plano espiritual o resto da minha vida.
Somos uma família de cinco e seremos para todo o sempre.

You may also like...

3 Comments

  1. Rute, pode ser diferente. Pode ser menos triste e menos doloroso. Queres dar uma oportunidade a ti mesma de experimentar um caminho menos triste e menos doloroso..? Triste e doloroso será sempre porque essas marcas e cicatrizes são indeléveis. Mas pode ser diferente.

    Queres experimentar por um tempo? um modo diferente de viver a vida? E proponho-te como guia o próprio Pedro que certamente é o primeiro a desejar-te serenidade e esperança.

    Estou contigo, Rute. Bjinho
    padremanel

    1. Rute Reis Figuinha says:

      Olá querido Padre Manuel,
      Este texto não fala de todo de mim 🙂.
      Eu estou muito bem com o caminho que abracei. Não me encontro depressiva.
      Este vídeo e texto fala somente dos desabafos que chegam até mim através das pessoas que me seguem na página.
      Grata pela preocupação e carinho.
      Mas, fiquei curiosa 🙂.
      Beijinho

  2. BOGREN9396 says:

    Thank you!!1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *