Saudade

Eras tudo para mim

Lembras-te da primeira vez quando te conheci?
Tu eras tudo para mim.
A tua pele vermelha e enrrugada, um grito para o mundo “Estou aqui”.
O meu primeiro toque em ti foi no pé direito, disse-te com o coração “sê bem-vindo meu amor”
Tanto cabelo tu tinhas, lindo como um bebé pode ser. O pai cortou o teu cordão umbilical e chorou a noite inteira de felicidade.
Levaram-te por minutos de perto de mim, mas logo a espera valeu a pena.
Foste sempre um bebé tão tranquilo e tão fofinho.
Aprendeste tudo no tempo certo.
Os dentes nasciam-te aos pares, sentaste-te aos cinco meses, gatinhas-te sempre para a frente e começas-te apoiar-te aos oito meses.
Deste os teus primeiros passos aos doze.
A tua primeira palavra foi mamamama depois papapapa e quabdo estava quente a comida dizias quemque.
Os doces para ti eram uma, porque ouvias da
Da boca da mamã e do papá “só uma Pedrocas”.
Eras e sempre foste tão especial.
Intenso e suave ao mesmo tempo.
Passava horas a brincar contigo e foi a primeira fase mais linda da minha vida.
Inúmeras trocas e juras de amor fizemos e quando me dizias “amo-te mãe”, eu brincava contigo dizendo, “eu amo-te mais meu amor”, e ria-mos os dois.
Tantas histórias temos juntos que fico aflita só de pensar que me posso vir a esquecer de pequenos detalhes com o passar do tempo.
Amo-te Pedrocas e amar-te-ei eternamente. 💙

Rute Reis Figuinha

O meu nome, Mãe.
Sou uma mãe de três filhos em que dois vivem comigo no plano terrestre e o mais velho de apenas 18 anos e 364 dias resolveu ir viver para o plano espiritual o resto da minha vida.
Somos uma família de cinco e seremos para todo o sempre.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *